TELETIME: Vrio, controladora da Sky, é vendida para Grupo Werthein da Argentina
A Vrio, subsidiária da AT&T que controla as operações de TV paga da empresa na América Latina, incluindo a Sky, foi vendida para o grupo empresarial argentino Werthein. Para a venda, a AT&T avaliou a Vrio e seus ativos pelo valor de US$ 4,6 bilhões, incluindo ajustes cambiais acumulados de US$ 2,1 bilhões, mas não estão públicas as condições da transação, que deve ser concluída apenas em 2022. Mais detalhes devem ser conhecidos no dia 22, com a divulgação do balanço da AT&T.
 
A operação inclui ainda a DirecTV Go e as participações da Vrio na empresa Torneos y Competencias e WIN Sports da Colômbia, além das operações de TV paga no Brasil, Argentina, Barbados, Chile, Colômbia, Curaçao, Equador, Peru, Trinidad e Tobago e Uruguai, que somam pouco mais de 10 milhões de assinantes de TV paga. Os ativos como uplink center e satélites também estão incluídos na operação.
 
O grupo Werthein já atuou no mercado de telecomunicações, entrando de sócios da Telecom Argentina em 2003 ao lado da Telecom Italia e da France Telecom. Assumiram o controle do grupo depois de uma complexa negociação com a Telecom Italia, mas em 2017 saíram do negócio. Também foram sócios da operadora de TV a cabo argentina Multicanal nos anos 90 (depois fundida com a Cablevisión).
 
Venda da operação de DTH continua nos planos da Oi
Segundo o comunicado oficial, a empresa não pretende fazer grandes alterações estratégicas nas empresas hoje controladas pela Vrio. "Nossa visão de futuro é maximizar essas marcas líderes de entretenimento na América Latina, mantendo sua liderança e aumentando sua proposta de valor, investindo em tecnologia e conteúdo alinhados aos hábitos de audiência dos assinantes, incluindo a próxima geração de consumidores", disse Dario Werthein, acionista do grupo.
 
PARCEIROS
AVISO IMPORTANTE

Este site tem o objetivo de servir a estudantes, sathobistas e profissionais instaladores de antenas parabólicas espalhados por todo o território brasileiro e sul-americano, transmitindo-lhes conhecimentos técnicos que os capacitem a alinhar suas antenas com os satélites que transmitem sinais na condição free-to-air (FTA). Mesmo os profissionais que atendem a operadoras de serviços DTH têm neste site uma base de informações para fazê-los capazes de instalarem suas antenas. Toda tentativa de busca de recepção não lícita ou não autorizada de canais encriptados, não FTA, não tem como base ensinamentos deste site.